Esporte e Vida

Desafio Reis da Rua celebra o futebol, cultura e empreendedorismo na periferia de Salvador

Desafio Reis da Rua celebra o futebol, cultura e empreendedorismo na periferia de Salvador

Salvador está confirmada como a primeira cidade brasileira a receber o Desafio Reis da Rua, evento nacional que promove o esporte, a cultura e o empreendedorismo comunitário. Nas seis etapas já confirmadas para a capital baiana serão atrações para as comunidades: futebol de rua, oficinas de grafite, capoeira, danças urbanas, gastronomia, batalhas de rima e economia criativa.

Iniciativa da Taurus Group e do Portal DaBase, a primeira edição do evento será no dia 18 de maio, na Baixinha do São Gonçalo, no Cabula. Cidade Nova, Candeal e Canabrava também já estão confirmados como bairros que participarão do circuito nos próximos meses. Os times campeões de cada etapa se encontrarão em uma edição master, numa grande final, em dezembro, para medir forças e sacramentar quem são os verdadeiros “Reis da Rua de Salvador”.

“O Desafio Reis da Rua é mais do que um evento. É uma plataforma de transformação social. Estamos criando um espaço onde os jovens poderão expressar suas habilidades com a bola nos pés ou através da arte; e onde a comunidade vai celebrar a nossa cultura única, através da arte, gastronomia e economia criativa. Queremos que cada participante, seja no campo, nas atividades ao redor dele ou na plateia, sinta-se como um rei ou rainha de sua rua”, destaca Jiovani Soeiro, idealizador e organizador do evento.

Além de Salvador, o evento tem previsão de passar por cidades do interior baiano e por mais sete capitais brasileiras: Maceió/AL, Recife/PE, João Pessoa/PB, São Paulo/SP, Goiânia/GO e Palmas/TO, além do Distrito Federal.  

Futebol raiz

No coração do Desafio Reis da Rua, a competição de futebol de rua se destaca. Com jogos de cinco contra cinco, numa arena fechada onde a bola nunca sai, e com traves no famoso formato de “golzinho”, a dinâmica promete ser incessante do início ao fim. A habilidade, a criatividade e arte do improviso ditarão o ritmo enquanto a bola estiver rolando. É esse ambiente que vai atrair observadores técnicos, os conhecidos “olheiros”, de grandes clubes do país ao evento. 

O governo do Estado da Bahia, por meio da Secretaria Estadual de Turismo, e a Amvox, já confirmaram patrocínio, apostando no potencial transformador do evento para as comunidades envolvidas. 

“Estamos promovendo um legítimo movimento cultural, que vai proporcionar uma experiência completa com atividades que vão além do esporte, promovendo a cultura de rua em todas as suas formas. É um convite aberto a todos os soteropolitanos para celebrar, participar e apreciar a riqueza cultural da nossa gente”, crava Soeiro.

Comentários:

Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.